27/09/2017

Sobre minha preferência em morar em lugares pequenos, deixo o poeta falar por mim:

Mário Quintana em seu quarto


“Eu moro em mim mesmo. Não faz mal que o quarto seja pequeno. É bom, assim tenho menos lugares para perder as minhas coisas”.

(Extraído da antologia “Ora bolas” – o humor de Mario Quintana – Organizada por Juarez Fonseca. L&PM – Porto Alegre – RS. 2010)

26/09/2017

VIDA EREMÍTICA: OS EREMITAS URBANOS

I'm a thinker, not a talker

VIDA EREMÍTICA: OS EREMITAS URBANOS: (Tradução e complementos, Irmã Gema - Autor : Vittorio Messori) " Os eremitas de hoje vivem na cidade Seu número cresce a...

23/09/2017

O som da chuva...

no telhado e na vidraça, é o universo aplaudindo, a tua decisão de ficar na cama.

02/07/2017

O dia sem tempo

Existem datas não pessoais (aniversários etc) que as pessoas comemoram. Ano Novo, Natal, Nascimento de algum fundador de religião, Equinócio, Solstício e por aí vai. Não tenho grande atração por quase nenhuma destas, mas tem uma data que, vai saber porquê, sempre lembro: o dia do meio do ano.
Hoje.
Em anos não bissextos, hoje é exatamente o meio do ano. Existem alguns calendários que falam do "dia sem tempo" (sincronário da paz) que é em outro contexto, mas é aquele dia que sobra, que não faz par com outro. Para mim, este dia me faz lembrar do que me acontece no primeiro semestre, se estou trilhando o caminho que me propus, como anda minha mudança ou manutenção de hábitos, atitudes que quero implementar na minha vida e que começam HOJE, sempre hoje!
A maioriua das pessoas parecem formigas correndo em volta de um formigueiro pisado, correndo de uma lado para o outro, rápidas, mas sem destino aparente. É tudo corrido. Só que a gente aprende que se diminuir a velocidade vai chegar lá também, que ninguém ganha o Oscar ou as Framboesas de Ouro por chegar primeiro. O que estamos fazendo de nossas preciosas energias? Em que estamos gastando a energia de nossa mente? Bobagens descartáveis ou algo que vá nos dar harmonia? E as nossas energias corporais? Como estamos tratando nosso corpo que, em última instância, somos nós mesmos NESTE MOMENTO?
Percebo uma geração de reclamadores inertes que poderiam estar usando o precioso tempo em seu aprimoramento, a seu favor.
O dia sem tempo. Dinheiro a gente ganha de novo. Até saúde se recupera, mas o tempo...o tempo não anda para trás, é único.
Como anda o seu dia sem tempo? Diminuiu a marcha, freou, parou para pensar na sua vida?
Faça valer a pena!

29/06/2017

Não dê pérolas aos porcos, já disse um iluminado

Não dê alimento aos idiotas, eles vivem da energia que damos ao lixo que eles produzem.
A pessoa falou um monte de besteiras e a gente resolve argumentar, xiiii, demos trela para mais um ignorante se sentir o centro das atenções.
A criatura transpira ignorâncias, muitas vezes há anos, e os ingênuos acreditam que com evidências vão minimizar a egotrip da referida criatura: tolinhos! Só vão fazer com que a doideira aumente ainda mais, afinal, alguém se importou com as bolhas de sabão proferidas.
Deixe estas pessoas sem noção falando sozinhas e vá fazer algo mais produtivo. Não perca o seu tempo. Vai ser feliz que vais colaborar mais com a evolução da humanidade.