02/07/2017

O dia sem tempo

Existem datas não pessoais (aniversários etc) que as pessoas comemoram. Ano Novo, Natal, Nascimento de algum fundador de religião, Equinócio, Solstício e por aí vai. Não tenho grande atração por quase nenhuma destas, mas tem uma data que, vai saber porquê, sempre lembro: o dia do meio do ano.
Hoje.
Em anos não bissextos, hoje é exatamente o meio do ano. Existem alguns calendários que falam do "dia sem tempo" (sincronário da paz) que é em outro contexto, mas é aquele dia que sobra, que não faz par com outro. Para mim, este dia me faz lembrar do que me acontece no primeiro semestre, se estou trilhando o caminho que me propus, como anda minha mudança ou manutenção de hábitos, atitudes que quero implementar na minha vida e que começam HOJE, sempre hoje!
A maioriua das pessoas parecem formigas correndo em volta de um formigueiro pisado, correndo de uma lado para o outro, rápidas, mas sem destino aparente. É tudo corrido. Só que a gente aprende que se diminuir a velocidade vai chegar lá também, que ninguém ganha o Oscar ou as Framboesas de Ouro por chegar primeiro. O que estamos fazendo de nossas preciosas energias? Em que estamos gastando a energia de nossa mente? Bobagens descartáveis ou algo que vá nos dar harmonia? E as nossas energias corporais? Como estamos tratando nosso corpo que, em última instância, somos nós mesmos NESTE MOMENTO?
Percebo uma geração de reclamadores inertes que poderiam estar usando o precioso tempo em seu aprimoramento, a seu favor.
O dia sem tempo. Dinheiro a gente ganha de novo. Até saúde se recupera, mas o tempo...o tempo não anda para trás, é único.
Como anda o seu dia sem tempo? Diminuiu a marcha, freou, parou para pensar na sua vida?
Faça valer a pena!

29/06/2017

Não dê pérolas aos porcos, já disse um iluminado

Não dê alimento aos idiotas, eles vivem da energia que damos ao lixo que eles produzem.
A pessoa falou um monte de besteiras e a gente resolve argumentar, xiiii, demos trela para mais um ignorante se sentir o centro das atenções.
A criatura transpira ignorâncias, muitas vezes há anos, e os ingênuos acreditam que com evidências vão minimizar a egotrip da referida criatura: tolinhos! Só vão fazer com que a doideira aumente ainda mais, afinal, alguém se importou com as bolhas de sabão proferidas.
Deixe estas pessoas sem noção falando sozinhas e vá fazer algo mais produtivo. Não perca o seu tempo. Vai ser feliz que vais colaborar mais com a evolução da humanidade.


23/11/2016

Contentamento

O estado de contentamento é um exercício. Muitas vezes nos angustiamos, ficamos inquietos ou insatisfeitos por não exercitarmos o contentamento. Nas pessoas, como eu, que têm dificuldade em uma vida rotineira, é um trabalho árduo. Sou grata por todas as coisas e acontecimentos da minha vida, mas ser paciente para encarar as fases (às vezes longas) de estabilidade, e reconhecer que preciso desfrutar destes momentos mais "paradões" é parte de desenvolver o tão querido CONTENTAMENTO!

16/11/2016

Fazendo companhia a si mesma

Não devemos nos fechar e não fazer o que queremos por falta de companhia. Somos nossa melhor companhia, sempre e por toda a vida. Estamos sempre conosco e devemos aprender a apreciarmos nossa presença.


09/11/2016

Festas

Faz muito tempo que não vou a festas, graças! Normalmente é um monte de gente que mal se conhece e nem tem tanto em comum, tentando não parecer sem jeito.
Gosto mesmo é de poucas pessoas, que eu conheça e me afine, em lugar que a gente possa conversar e escutar uns aos outros, preferencialmente com alguma refeição, lanche ou bebida (suco, chimarrão...).
Nas festas, me pegava pensando "Por que não fiquei em casa? Estaria me divertindo e me sentindo muito mais à vontade e feliz!".


16/10/2016

Um pouco de humor para despistar tanto tempo sem postar

Idéias eu tenho e até faço os textos, na minha cabeça, mas o dia vai passando e esqueço, no fim, de escrever aqui.
Então, para desopilar, desenhos que, de uma certa forma, mostram minha reação diante de algumas pessoas. Cumprimento bastante, mas não tenho paciência para conversas "de salão" (conversinhas, papo furado...).


29/06/2016

Metamorfose Ambulante


A impressão que tenho é que serei uma buscadora até o fim de meus dias. Uma inquieta, uma rebelde, a famosa esquisitona do pedaço. 
Não consigo me acomodar diante de nada, "metamorfose ambulante" é uma boa definição.
E, com a maturidade, não me importo com os olhares, nem cochichos: - olhem, enquanto não cobro ingresso!
Uma interrogação em forma de gente com os olhos arregalados de quem vê pela primeira vez. 
Um bicho estranho que, apesar de tudo, não compactua com a falta de gentileza reinante, que ainda acha que pequenos gestos de amabilidade seriam preciosos para que cada um vivesse a sua vida, por mais estranha que ela pareça aos outros. 
Não me desculpo pelo que sou, amo o que me tornei, mas sempre acreditando no gentil fluir.